Veja porque o mercado de fintechs de crédito têm crescido no país!

Um mercado de crédito eficaz é um ponto fundamental de uma economia forte. Isso é verdade em tempos de crescimento, mas é ainda mais importante durante as crises, como a que passamos devido à pandemia do coronavírus. Segundo uma realizada pelo Sebrae, um pedido por empréstimo dobrou entre os PMEs durante o ano de 2020, marcado pela quarentena.

A boa notícia é que a solução para esse aumento de demanda já existe: as fintechs de crédito.

O mercado de fintechs de crédito no Brasil está crescendo à medida que as startups prometem resolver os problemas enfrentados pelos brasileiros na busca por empréstimo. Com menos burocracias e mais agilidade na hora de liberar o dinheiro, as fintechs são uma alternativa aos processos morosos dos bancos.

No artigo de hoje, mostraremos o crescimento das fintechs de crédito no Brasil e como elas têm impulsionado o mercado de crédito para apoiar nossa economia. Acompanhe!

O crescimento das fintechs de crédito no Brasil

As fintechs de crédito têm sido uma fonte alternativa para pequenas empresas e pessoas físicas que antes não tinham oportunidade com os bancos tradicionais.

Diferentemente dos bancos tradicionais, essas empresas contaminadas com tecnologia que lhes permitem avaliar a qualidade de crédito dos tomadores por meio de dados alternativos. Eles também usam plataformas eletrônicas para processar as solicitações, o que torna seus serviços mais rápidos e rápidos do que os credores tradicionais.

É por isso que, desde o início da pandemia, como fintechs de crédito têm crescido no país. Em 2020, essas startups movimentaram R $ 4 trilhões em empréstimos para empresas e pessoas físicas, segundo dados da comunidade de startups Distrito. De acordo com o mesmo estudo, já existem 142 fintechs no mercado de crédito brasileiro – e quase 70% delas nasceram nos últimos 5 anos.

Historicamente, o mercado de crédito brasileiro é alterado por altas taxas de juros e burocracia excessiva. Com o uso intensivo de tecnologia, as fintechs de crédito superam os bancos tradicionais não apenas em taxas e condições especiais, mas também na melhoria da experiência do usuário.

Nos bancos, além de processos que ainda não estão bem adaptados ao digital, o tempo total do processo pode levar cerca de duas semanas. Isso também impacta na avaliação das taxas – em um processo digital como o das fintechs de crédito, é possível avaliar com maior precisão o perfil do aplicante para oferecer condições mais justas de acordo com a realidade de cada um.

Os benefícios oferecidos pelas fintechs de crédito

O avanço da tecnologia abriu caminho para a mudança do setor financeiro. As fintechs de crédito agora têm novas técnicas para oferecer seus serviços ao público. Isso somado à recente aprovação do Open Banking tem novas oportunidades abertas tanto para as startups quanto para os tomadores.

Os motivos para o crescimento das fintechs de crédito são inúmeros. Para começar, podemos citar alguns dos principais benefícios que elas trazem para o mercado, incluindo:

Aprovações e lançamento mais rápidos

Os bancos tradicionais podem levar semanas para aprovar um empréstimo seja aprovado, enquanto as fintechs de crédito podem processar, aprovar e liberar seu empréstimo em apenas 24 horas. A tecnologia ajuda muito o processo de empréstimo, fornecendo plataformas de acesso fácil, como aplicativos móveis e sites.

Fontes de empréstimo alternativas

As fintechs também fornecem fontes alternativas de empréstimos aos clientes. O empréstimo ponto a ponto funciona como plataformas que conectam credores a pessoas ou empresas que precisam de dinheiro. Isso ajuda os tomadores a encontrar uma opção mais adequada à sua realidade e com juros e taxas menores.

Oferece economia aos consumidores

Ao oferecer empréstimos online, os credores podem economizar em seus custos operacionais, como aluguel, recursos humanos e despesas administrativas. O dinheiro economizado pelos emprestadores de dinheiro pode ser estendido a seus clientes em regalias como os melhores taxas de juros ou empréstimos pessoais não garantidos sem taxas para um crédito justo.

Taxas e juros mais justos

Como fintechs de crédito usam dados de várias fontes alternativas para determinar rapidamente se um mutuário tem uma capacidade de pagar ou empréstimo. Os dados coletados são então rapidamente para fazer uma visão geral da qualidade de crédito do mutuário. As informações incluídas nas informações fornecidas pelos criadores a pesar o risco imposto a esse mutuário específico, podem oferecer taxas e juros mais específicos às características de cada um.

Com essas mudanças, podemos mostrar o quão grande é o impacto das fintechs no setor de financiamento. A expectativa é que esse mercado continue se expandindo nos próximos anos, oferecendo cada dia mais opções flexíveis que atendem às necessidades do público.

Gostou do nosso artigo? Continue acompanhando o blog do PSDG e veja muito mais conteúdos como esse!